Voltar atrás
 

CONTOS INFANTIS

Carlov Rolov e Cacetov - Caso sexual no frio siberiano

Carlov Rolov, limpador de gelo das sanitas siberianas, deparou-se certo dia com um caso insólito: Cacetov, rapaz aprumado, bêbado de nariz encarnado e dentes deploráveis, estava nesse momento entalado na sua sanita (objecto opaco necessário a todos nós), enquanto o bicho do gelo lhe deteriorava (comia) o rabo.

Cacetov, aflito e comichoso, coçava todo o seu erótico corpo, menos o sítio devido: o seu imenso e brilhante ânus.

Rolov, com o seu magnífico instrumento (o seu imenso e brilhante pénis), resolveu desobstruir Cacetov da incómoda posição em que se encontrava. Com o seu imenso, enorme e brilhante martelo pneumático, começou por quebrar o gelo existente, mas a curva da sanita obrigou Rolov a dobrar o seu pénis de tal maneira, que este se introduziu num sítio pouco adequado. Cacetov em êxtase gritou: - F...-se. Car...o! Rolov em êxtase gritou também: - Car...o.. F...-se!

Tentaram libertar-se de todas as formas, mas não o conseguiram. Cacetov tinha o oráculo muito gelado, o que os obrigou a dirigirem-se à oficina mais próxima.

Com esforço e dedicação, Ti Chico (homem pacato, desordeiro e pai de famílias), dono da oficina, acabou por conseguir separar os dois duendes.

Ao ver-se desentupido do já pequeno, desgastado, mas ainda brilhante pénis de Rolov, Cacetov afirmou bem alto: - Nunca mais defecarei na minha vida!
 
 
Publicidade das Berlengas
Cabeça de Pescada © - Todos os direitos reservados