Voltar atrás
 

PENSAMENTOS MAIS OU MENOS CLAROS

O pássaro Anacleto
O pássaro Anacleto voava alegre e descansado. A sua nova vida era pacata e naquele dia pensava nisso mesmo. Talvez gostasse de voltar a ser Homem, mas agora analisava o que tinha.
- Isto de ser pássaro é que é bom. Não tenho aborrecimentos nenhuns. A única coisa que faço é voar, comer e dormir. É mesmo uma vida descansada!
E foi nesse momento que levou com uma chumbada de caçadeira que lhe arrancou a cabeça!

O Carro
- Mas Sra. D. Girafa, tenho a certeza que este é o carro indicado para si....
- Não, não e não! Já lhe disse que não quero um descapotável!

Pontaria
- Sim, talvez não tenha boa pontaria! - disse Maria para si mesma.
Avançou em direcção ao alvo e deixou lá a arma. Andou mais um bocado e dirigiu-se ao Afonso que se encontrava estendido no chão. Com uma bala na testa, é claro!

O Avião
O menino julgava que podia voar. Subiu ao 40º andar e atirou-se. Cinco metros antes de se esborrachar no chão, compreendeu tudo. Afinal não voava!

Tu
Olhei-me ao espelho e vi-te a ti. Peguei na pistola, encostei-a à cabeça e disparei. Se há coisa que eu não gosto, é não ser eu próprio!

Fome
Situação: dois naúfragos numa ilha.
- Tenho fome Manel!
- Eu não José!
Então o José comeu o Manel.

O desejo
- Tens direito a um último desejo!
- Desejo um minuto para fumar o meu último cigarro! - disse o condenado.
O minuto deram-lhe. O cigarro já não... Assim eram dois desejos!

É tão bom amar
Procurou em toda a parte alguém igual a ela. Alguém que sorrisse como ela. Alguém que risse como ela. Alguém tão alegre como ela... mas não encontrou ninguém.
Voltou para casa, entrou na cozinha e abriu a arca congeladora, mas ela continuava com a face aterrorizada...

Não tenho pena!
Todas tinham caído... Era um triste pato careca!

Confiança
- Não é possível João, mentes com quantos dentes tens! - refilou o António.
- Confia nele António! - disse Afonso.
- Está bem Afonso. - acreditou o António.
- Obrigado Afonso! - agradeceu o João.
- De nada João. Eu sei que usas dentadura! - confirmou o Afonso.

Frio
Se um dia acordares com frio e eu não estiver ao teu lado, não te preocupes.
O Verão chega e volta a ficar calor...

Jura de amor
- Se não te esqueceres de mim, eu não me esqueço de ti!
Foi uma daquelas juras de amor que são eternas. Que duram para sempre.
Fechou o armário da casa-de-banho e deixou de ver o seu reflexo... mas o juramento estava feito!
 
 
Publicidade das Berlengas
Cabeça de Pescada © - Todos os direitos reservados