Voltar atrás
 

BERLENGAS COM HINO E BANDEIRA

"Estado sem bandeira e hino, não é Estado que se preze. As Berlengas já são um verdadeiro Estado!" Foi com estas palavras, que Doutor António da Silva Goma, deu a conhecer os símbolos das Berlengas.

 
 

Há muito que se falava no facto das Berlengas não possuírem bandeira nem hino. Nas comemorações do 1º mês de independência do país, o Presidente, Doutor António da Silva Goma, acabou com essa lacuna, dando a conhecer os novos símbolos do país.

No jantar das comemorações do 1º mês de independência, que decorreu no Forte Doutor António, e em que estiveram presentes 1500 convidados, o Presidente reafirmou a sua esperança em tornar as Berlengas no país mais rico do mundo.

"A bandeira e o hino, são os primeiros passos para cimentar os valores da nossa nação no mundo, e transmitir à juventude do nosso país os valores das Berlengas", afirmou num curto discurso de 5 horas.

A bandeira, pensada e desenhada pelo próprio Presidente, apresenta 3 cores representativas das Berlengas: o castanho (que representa a terra e os dejectos das gaivotas), o azul (que representa o mar que circunda o arquipélago e o sangue nobre do Presidente) e o verde (sinónimo de esperança no dinheiro em abundância).

"Temos pouca terra e nenhum comboio, mas temos muito mar. Da mesma forma, teremos muita esperança na abundância de riqueza no nosso país, as Berlengas", afirmou o Presidente.

O hino nacional das Berlengas, intitulado "Berlengas, Berlengas", foi escrito pelo poeta Carlos Crispim do Grupo de Canto Coral Doutor António da Silva Goma, "tendo exigido uma profunda pesquisa dos valores tradicionais dos povos que vivem rodeados de água por todos os lados", referiu uma fonte do Grupo de Canto Coral.
 
 

Berlengas, Berlengas

Berlengas, Berlengas, umas ilhas no mar
Berlengas, Berlengas, um sítio para morar
Berlengas, Berlengas, como estas não há par

São a nossa terra que não havemos de deixar
Berlengas, Berlengas, gaivotas a voar
Berlengas, Berlengas, com vista para o mar
Berlengas, Berlengas, viemos a voar

Berlengas, Berlengas e os belos Farilhões
uma terra abençoada com água até aos

Berlengas, Berlengas
Berlengas, Berlengas
Berlengas, Berlengas
Berlengas, Berlengas
 
  Esta página foi visionada pelo Gabinete de Leituras Aconselhadas (GLA), presidida pelo ilustre Presidente das Berlengas, Doutor António da Silva Goma, benfeitor do país e da humanidade.
 
 
Publicidade das Berlengas
Cabeça de Pescada © - Todos os direitos reservados