Voltar atrás
 

MECÂNICO APANHA MINISTRO NA CAMA COM A MULHER

O ministro da Administração Interna das Berlengas, foi apanhado na cama com a sua excelentíssima senhora Maria Augusta, pelo mecânico José António. Em face da dimensão do escândalo, o ministro já é ex-ministro e encontra-se noutro mundo.

 
 

Depois do escândalo de peixofilia no Peixebol e do caso de "fogo amigo" protagonizado pelo ex-ministro das Finanças, Manuel Esperma, as Berlengas foram apanhadas de surpresa pela inesperada notícia de contornos sexuais, que envolve o ministro da Administração Interna das Berlengas, Armindo Tonto.

Depois de ter colocado o seu humilde Jaguar na garagem do mecânico José António, o ministro Armindo Tonto foi apanhado na cama com a sua mulher Maria Augusta, em flagrante acto pré-sexual, segundo as afirmações do mecânico Zé-Tó.

Demonstrando a sua eficácia, a Justiça das Berlengas, declarou o ministro culpado de traição aos bons costumes da Nação, tendo-o exonerado do cargo de imediato. Após execução imediata, o ex-ministro aguarda julgamento no cemitério das Berlengas.

O defunto ex-ministro e mulher, são acusados de falta de segurança agravada, falta de trancas na porta e de atentado aos bons costumes das Berlengas. Caso seja absolvido, o ministro poderá retomar a sua actividade regular.

Mãe de três filhos, que se encontram já em prisão escolar, Maria Augusta, apesar do escândalo, afirma que tem todo o direito de não fechar a porta da vivenda particular, que era até ontem, sua propriedade e do marido Armindo Tonto. Em consequência destas afirmações "obscenas e propícias ao caos sexual nas Berlengas", segundo o comunicado da Procuradoria Geral das Berlengas, a viúva do ex-ministro da Admnistração Interna das Berlengas, deverá fazer companhia ao seu marido dentro de 7 dias.

O Presidente das Berlengas, Doutor António da Silva Goma, mostrou-se bastante surpreendido com o escândalo, afirmando que "é no entanto necessário manter o bom rumo do país e castigar os traidores à nação".

Para o cargo de ministro da Administração Interna das Berlengas, até serem apuradas as provas de culpa ou inocência de Armindo Tonto,o Presidente Doutor António da Silva Goma, nomeou a sua filha Noémia da Silva Goma. Caso seja provada a inocência do ex-ministro e este demonstre estar apto para reocupar as suas funções, a filha do Presidente deverá abandonar a liderança do Ministério que agora ocupa.
 
  Esta página foi visionada pelo Gabinete de Leituras Aconselhadas (GLA), presidida pelo ilustre Presidente das Berlengas, Doutor António da Silva Goma, benfeitor do país e da humanidade.
 
 
Publicidade das Berlengas
Cabeça de Pescada © - Todos os direitos reservados