Voltar atrás
 

MINISTRO AFUNDA-SE HEROICAMENTE

As Berlengas estão de luto, depois da morte heróica do ministro do Mar e Pescas, António Carapau, que se afundou com o seu navio Matilde ao largo das Berlengas. O Governo das Berlengas desconfia que possa ter sido um atentado.

 
 

O ministro do Mar e Pescas, António Carapau, morreu afogado com o seu barco pneumático Matilde ao largo das Berlengas, quando fazia experiências de pesca à linha em nome do Governo das Berlengas.

No último contacto que fez via telemóvel para o Presidente das Berlengas, o ex-ministro informou que tinha sido albarroado por um peixe espada de grandes dimensões, que perfurou o barco pneumático Matilde. Herói até ao fim, António Carapau acatou a ordem do Presidente, e morreu como um verdadeiro marinheiro, afundando-se com o navio que comandava.

No emocionado contacto telefónico com o Presidente, António Carapau ouviu serem-lhe garantidas todas as honrarias militares do país, por se afundar com o navio que era propriedade do Governo das Berlengas.

Em comunicado oficial, o Presidente Doutor António da Silva Goma, lamentou a "insubstituível perda do navio das Berlengas, e claro, do sujeito que o comandava", recordando no entanto, "que António Carapau se encontrava de férias, pelo que a família não terá direito a qualquer indemnização por parte do Governo, e que o mesmo deve ser recompensado financeiramente pelo desaparecimento do navio".

O comunicado refere ainda, que o governo vai efectuar todos os esforços para apurar se o peixe que levou ao afundamento do navio, teria ou não motivos para assassinar o ministro.

O Presidente não esqueceu os serviços de António Carapau em prol das Berlengas, bem como a dor da família, pelo que se disponibilizou desde já, para entregar pessoalmente uma fotografia sua a cores, de forma a aliviar a perda da família.

O corpo do ministro, que andou desaparecido durante 3 semanas, foi encontrado meio comido por peixes. Entre as partes desaparecidas do ministro, contava-se o núcleo central, os olhos e os braços, pelo que Escalopes de Sá será homenageado deitado de costas com a bandeira das Berlengas espetada no ânus.

Zézinho Goma, sobrinho do Presidente, já assumiu o cargo de ministro do Mar e Pescas.
 
  Esta página foi visionada pelo Gabinete de Leituras Aconselhadas (GLA), presidida pelo ilustre Presidente das Berlengas, Doutor António da Silva Goma, benfeitor do país e da humanidade.
 
 
Publicidade das Berlengas
Cabeça de Pescada © - Todos os direitos reservados