Voltar atrás
 

MENOS IMPOSTOS NAS BERLENGAS

Tendo em vista o desenvolvimento do país e a melhoria da sua imagem no estrangeiro, o Governo das Berlengas vai deixar de cobrar a dezena de impostos mensais, para passar a cobrar apenas um imposto único...

 
 

Através duma conferência de imprensa, o Governo das Berlengas anunciou que os cidadãos do país vão passar a pagar menos impostos, já a partir do próximo mês. Até à data, todos os habitantes das Berlengas tinham que pagar dez impostos mensais, enquanto que agora vão pagar apenas um.

Segundo o ministro das Finanças Aldrabão Feliz, "a medida tem alguns encargos para o Estado, mas estes serão colmatados com o aumento em 21% do imposto único". Para o ministro, "o imposto único mensal vai permitir uma maior desburocratização e proporcionar maiores lucros ao Estado, o que se insere na nossa política de tornarmos as Berlengas na maior potência financeira mundial".

"Com a criação do imposto único, acrescido dos lucros do aumento em 21% em relação à antiga dezena de impostos, o Estado já vai poder comprar mensalmente um carro novo para o Presidente das Berlengas, o estimado Doutor António da Silva Goma, o que consideramos uma medida de grande necessidade e interesse para o futuro do país", afirmou o ministro Aldrabão Feliz.

O ministro afirmou ainda, que "com a criação do imposto único e a consequente desburocratização dos serviços de cobrança de impostos, vamos precisar de menos pessoas a trabalhar, o que vai representar uma enorme poupança para os cofres do Estado".

"Estamos a trabalhar para darmos uma vida mais abastada aos futuros adultos das Berlengas, mas para isso temos que suportar alguns sacrifícios", disse ainda Aldrabão Feliz, que se mostrou triste "com o fim do imposto de almoço, imposto de jantar, imposto de dormir, imposto de ar, imposto de circulação pedonal, imposto de beber água, imposto dos juros que faltavam do mês anterior, imposto de viver nas Berlengas, imposto de pagar impostos e o imposto de imposto.

 
  Esta página foi visionada pelo Gabinete de Leituras Aconselhadas (GLA), presidida pelo ilustre Presidente das Berlengas, Doutor António da Silva Goma, benfeitor do país e da humanidade.
 
 
Publicidade das Berlengas
Cabeça de Pescada © - Todos os direitos reservados